08 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 17º
RESPEITO À VIDA RAMAL ASSEMBLEIA

Detentos se revoltam com marmita e fazem motim em cadeia de Camapuã

Sete detentos da cadeia pública de Camapuã, distante 135 quilômetros da Capital, foram autuados ontem (5) à noite depois de fazer um motim no presídio. Segundo a Polícia Civil, a confusão ocorreu em razão da comida servida para os internos.

No fim da tarde, o investigador da Polícia Civil entregou as marmitas da janta dos presos e sete deles se recusaram a receber a comida. Os homens reclamaram que o cardápio era inadequado e pediram a troca.

O policial vistoriou o alimento, mas, conforme consta no registro da ocorrência, não havia irregularidades com a marmita. Diante da recusa de trocar a comida, os presos deram início ao motim.

Os homens bateram nas grade, gritaram e usaram um fio para provocar um curto circuito na rede elétrica. Houve queda de luz na cadeia e os detentos ameaçaram fugir do local. Segundo o registro, os policiais não reagiram ao motim que terminou às 22h30.

Uma ocorrência foi registrada na delegacia de polícia da cidade e os presos Everton Antonio, 33, Andriu Costa, 25, Mario Souza, 21, Pyeterson Thiago, 25, Altemar Pires, 48, Paulo Braz, 40, e Yuri Persch, de 20 anos irão responder pela confusão.