03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Gaeco começa operação para prender servidores corruptos em Douradina

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) deflagrou hoje a operação “Pactum Sceleris” na cidade de Douradina – 194 km de Campo Grande. O objetivo é cumprir sete mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária, dezesseis mandados de busca e apreensão e ainda quatro mandados de condução coercitiva expedidos pelo Juiz de Direito Rubens Witzel Filho, da comarca de Itaporã – 225 km da Capital.

A operação recebeu esse nome, pois “Pactum Sceleris” é o termo em latim para “pacto do crime”. Ela é resultado de quatro meses de investigações policiais e visa apurar crimes de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, concussão, ameaça, prevaricação, fraude à licitação e formação de quadrilha cometidos por servidores públicos da prefeitura municipal de Douradina e por particulares.

Serão feitas buscas na prefeitura, na secretaria municipal de saúde e nas residências de funcionários de uma farmácia, três empresas de Dourados e Douradina, dois lava-rápidos em Douradina e Ponta Porã, além de fornecedores e prestadores de servidores do município.

Participam da ação quatro Promotores de Justiça, 21 Policiais Militares do Gaeco e 42 Policiais Militares do 3ºBPM (Batalhão de Polícia Militar) de Dourados e do 4ºBPM de Ponta Porã, havendo ainda o apoio da Polícia Civil do Estado, que esta recebendo os presos e lavrando os flagrantes.

Diana Christie com assessoria