28 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 24º

Idosa morre carbonizada em incêndio na Aldeia Bororó

  No início da noite de ontem, por volta das 20h, duas equipes do Corpo de Bombeiros de Dourados – distante 225 quilômetros de Campo Grande – foram acionadas para controlar as chamas de uma casa na Aldeia Bororó. Uma idosa de 75 anos morreu carbonizada. Cerca de dois mil litros de água foram gastos para combater o incêndio, que apesar de grande, não havia atingido a parte externa da residência. Após o controle do fogo os bombeiros constataram o corpo carbonizado em um dos cômodos da casa, e que se tratava da idosa Irene Galdo Ramos Valente. Conforme relato do marido de Irene, Onofre Valente, 85 anos, o fogo se alastrou de forma inesperada. De acordo com Onofre, que estava sentado ao lado de fora da residência, disse que quando se deu por conta, as labaredas já haviam se espalhado pela casa, não sabendo explicar o motivo do fogo. Além do Corpo de Bombeiros Militar de Dourados, lideranças indígenas também presenciaram o combate ao fogo. Com alegações de falta de segurança na localidade, por determinação do comando superior, nem a Polícia Civil e nem a Perícia Técnica estiveram no local. Para Galdino Benites, líder da Aldeia Bororó, os indígenas não podem ser tratados com descaso. Embora a polícia não tenha comparecido à Aldeia, ela deverá investigar as causas do incêndio. O corpo de Irene Valente foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal). Tayná Biazus