27 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 22º

INTERIOR

Médico xinga mulher de vagabunda em estacionamento de agência bancária

O autor ameçou em colocar fogo nos filhos da vítima

Uma mulher, de 39 anos, portadora de deficiência auditiva procurou a polícia na tarde desta quinta-feira (17), após sofrer ameaças e ser xingada em frente a uma agência bancária no centro de Dourados, interior do Mato Grosso do Sul. Um médico, de 70 anos, começou toda a confusão após a vítima estacionar em uma vaga reservada para deficientes.

De acordo com o Dourados News, o homem estava muito alterado e começou a gritar para a vítima tirar o carro de onde estava estacionado e a xingou de vagabunda. A mulher estava com os filhos e tentou explicar que poderia usar a vaga devido sua deficiência, ele respondeu que tinha mais direitos por ser médico.

Ainda de acordo com o site, a vítima informou ao médico que era estudante do curso de medicina, ele tornou a ofende-la dizendo que ela estava vestida como uma vagabunda, com o carro cheio de machos. Ainda falou que com certeza ela estudava no Paraguai.

Um segurança e um gerente da agência precisou intervir na discussão e levaram a mulher para dentro do local, o médico a seguiu e continuou com as ofensas.

O autor voltou para o lado de fora e tirou foto dos filhos da vítima que estava dentro do veículo e afirmou que com as fotos seria mais fácil colocar fogo em todos. Em seguida foi embora em uma caminhonete Amarok.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).