27 de setembro de 2020
Campo Grande 39º 25º

Polícia não localiza suspeito e morador fala em justiça com as próprias mãos

Região News

A Polícia Civil checou, na noite de ontem (4), cerca de seis informações sobre o paradeiro do motociclista que atropelou e matou João Carlos de Souza, 3 anos, mas ainda não conseguiu localizar nenhum suspeito. O acidente foi no último domingo na Rua Mãe Menininha, no conjunto Tarsila do Amaral, em Campo Grande.

Revoltados com o acidente, moradores e familiares dizem que se encontrar o motociclista vão fazer justiça com as próprias mãos. Segundo testemunhas, o motociclista empinava a moto na Rua Mãe Menininha, fez um desvio e atingiu o menino, que brincava perto do meio fio.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Weber Luciano de Medeiros, uma equipe da Polícia Civil passou a noite inteira checando denuncias sobre onde estaria o suspeito, mas sem sucesso. “Muita gente tem ligado e denunciado”, diz.

Segundo informações repassadas a Polícia, o suspeito é moreno, tem estatura mediana e na hora do acidente usava uma camiseta rosa, capacete preto e pilotava uma moto Titan de cor verde, sem carenagem e com a seta e placa despencando.

Os policiais refizeram o possível trajeto do motociclista para tentar recolher imagens, mas as câmeras de segurança do dos locais não estavam funcionando. O delegado já ouviu cinco pessoas e pretende ouvir em breve os pais. “Não adianta corrigir um erro com outro”, alerta o delegado se referindo a revolta dos moradores.

Quem tiver informação sobre o suspeito pode entrar em contato com a 2ª Delegacia de Polícia Civil pelo telefone 3356-5351. A pessoa não será identificada.

CIVIL 1