22 de setembro de 2020
Campo Grande 27º 18º

CHAPADÃO DO SUL

Polícia prende 2° envolvido na morte e ocultação do corpo de adolescente em MS

Vítima estava enterrada em uma lavanderia, com os pés e mãos amarrados. Primeira suspeita confessou o crime, mas, alegou que "apenas emprestou a casa"

A polícia prendeu nesta manhã (23) o segundo envolvido na morte de uma adolescente de 13 anos, em Chapadão do Sul, interior de Mato Grosso do Sul. A vítima estava enterrada em uma lavanderia, com os pés e mãos amarrados, sendo que os policiais a acharam no dia anterior e, prenderam, em flagrante, a dona do casa onde ela estava, as informações são do G1 MS, texto de Graziela Rezende.  

O suspeito, que ainda não teve a identidade revelada, está sendo interrogado pelo delegado Felipe Potter, responsável pelo inquérito de homicídio. Uma das linhas investigadas por ele é de crime passional. Já a primeira suspeita confessou o crime e disse que a "adolescente foi morta por bandidos da região".

O CASO 

O corpo da menina estava enterrado em uma lavanderia com mãos e pés amarrados, sendo encontrado nessa quarta-feira (22). De acordo com a polícia, na cabeça da vítima havia sacos plásticos e ela teria desaparecido há cerca de três meses.

Conforme o delegado Felipe Potter, foi por meio de uma denúncia anônima que policias militares e civis encontraram o corpo de Ingrid Lopes Ribeiro. A adolescente, que morava na mesma cidade, estava desaparecida desde o dia 27 de outubro do ano passado. A mãe dela teria registrado um boletim de ocorrência pelo sumiço da filha.

No depoimento, a suspeita disse à polícia que a participação dela no crime foi apenas em emprestar a casa para que a menor fosse mantida cárcere privado e depois morta e enterrada. Ela ainda contou que limpou o sangue do local do crime após a execução da vítima, segundo a polícia.

Conforme o delegado, a mulher vai responder por ocultação de cadáver. Potter ainda informou que as investigações continuam para ver se ela teve participação na morte e também o envolvimento de outras pessoas. O corpo da Ingrid foi encaminhado para o Instituo Médico Legal (IML) onde passará por exame necroscópico.