27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

CORUMBÁ

Suspeito de matar comerciante a golpes de canivete já trabalhou para a vítima

Liane era dona de restaurante e foi morta pelo suspeito no dia 11 de julho, ao chegar em sua casa. Homem foi preso nesta manhã

A Polícia Civil de Corumbá prendeu o suspeito pelo assassinato de uma comerciante na cidade. Trata-se de Fabiano Velasques, de 28 anos, conhecido como “Cebolinha”, ele teria matado a comerciante Liane Arruda, de 51 anos no último sábado (11.julho). A informação da prisão do suspeito foi confirmada pelo site Diário Corumbaense

O vulgo “Cebolinha” foi preso nesta manhã, em um motel do município. Ele estava sozinho em um dos quartos.

Ele é apontado como autor do homicídio que ocorreu no sábado, 11 de julho. O corpo da comerciante foi encontrado no dia seguinte, domingo, 12 de julho. 

De acordo com a investigação, “Cebolinha” teria agido sozinho. Conforme investigação, o suspeito é ex-funcionário do restaurante de Liane, onde trabalhou como garçom. O homem já tinha passagem, antes de ser encontrado sua prisão já havia sido expedida pela delegacia corumbaense.

As investigações chegaram ao suspeito após análise de imagens da câmera de segurança do estabelecimento de Liane e també após depoimentos.  

“Cebolinha" rendeu Liane quando ela chegou em casa, após levar funcionários na casa deles, como era de costume.

Liane foi amordaçada e morta com oito perfurações no pescoço, ocasionadas por canivete ou algo similar. Após cometer o crime, “Cebolinha” pegou o carro da comerciante e levou dinheiro, joias e o gabinete de computador que gravava imagens das câmeras do restaurante.

Ele teria saído pela cidade, onde, então, se encontrou com outras pessoas, que a princípio, de acordo com as investigações, não sabiam do que havia ocorrido horas antes. Por isso, as garrafas de cerveja que estavam no veículo de Liane.

Pelo menos sete pessoas já foram ouvidas no inquérito, o que possibilitou a identificação de "Cebolinha", que quando entrou na casa, estava encapuzado. (VEJA MAIS AQUI).