04 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 24º

Testemunhas apresentam nova versão sobre confusão com policial federal

A presidente da Antra (Associação Nacional das Travestis e Transexuais), Cris Stefanny, postou em seu Facebook, versão diferente daquela apresentada pela assessoria da PF (Polícia Federal) na manhã de hoje. Segundo a publicação, um policial federal, acompanhado do irmão, estaria embriagado, dirigindo na contramão da direção e ameaçando as travestis com arma de fogo.

Na versão de Cris, foram as travestis que acionaram a PM (Polícia Militar). Confira o texto na íntegra:

cris

O caso aconteceu na madrugada de hoje, na rua Calógeras esquina com a 15 de Novembro. Segundo a versão da PF, o agente estava de folga quando sofreu uma tentativa de furto. O policial teria procurado o suspeito e  as travestis seriam testemunhas do ocorrido. Todos os envolvidos foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e transferidos para a PF.

Diana Christie