26 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

BARBÁRIE | SÃO LUÍS (MA)

Vídeo: vigia e comerciante são presos por amarrar morador em Hilux e arrastar pela cidade

O suspeito admitiu que arrastou o morador pelas ruas da cidade. A reportagem revela detalhes sobre os locais e suspeitos do crime

Foi preso um comerciante, dono de um restaurante, em São Luís, no Maranhão e um vigilante norturno que estava em frente a um estabelecimento chamado Cantinho Doce, na Rua de Sant’Ana, na capital. Os indivíduos não tiveram os nomes divulgados pela polícia. Ele são suspeitos de espancar, amarrar o morador de rua Carlos Alberto Santos, de 36 anos, pelos pés a carroceria de uma Hilux e arrastar por ao menos 1km, até a morte. No caso do vigilante, mesmo que não tenha agredido, pode ser enquadrado como cumplice por não ter acionado a polícia e até ter servido um café para o agressor.  

A polícia identificou e prendeu o comerciante, que é dono, segundo apurou a reportagem, do comércio chamado Espeto Expresso na mesma rua onde ocorreu o crime. O assassinato aconteceu na madrugada, do dia 17 de maio deste ano, porém as imagens foram divulgadas ontem, 28 de outubro de 2020.

A sessão de tortura do assassinato teria se iniciado após o vigilante espancar o morador, que era suspeito por furtos naquele espeto expresso. O vigia é visto atravessando a rua segurando um cassetete, logo depois o suspeito do homicídio passa arrastando o morador ainda vivo, amarrado ao reboque da caminhonete. Ele conduzia a caminhonete na contramão da Rua de Sant’Ana, e para em frente ao mercado Cantinho Doce, onde o vigia lhe serve um café. Depois, o condutor da caminhonete segue até a Rua São João, onde faz uma manobra, dá ré, passando sobre o corpo do morador de rua, depois segue na direção correta da Rua de Sant’Ana, sentido a Praça da Alegria.  

Em depoimento, o comerciante admitiu que arrastou Carlos Alberto e se justificou dizendo que a vítima havia furtado várias vezes o seu restaurante.

O delegado Felipe César Mendonça, do Departamento de Proteção à Pessoa afirmou que Carlos Alberto do Santos foi arrastado do centro da cidade até a avenida Beira Mar, próximo ao Terminal de Integração da Praia Grande. Ainda segundo delegado, além do vigilante outras pessoas teriam participado do crime. As investigações também apuraram que antes de ser preso, o suspeito fugiu para São Paulo, porém acabou capturado ao voltar à São Luiz. 

VEJA ABAIXO O VÍDEO, AS IMAGENS SÃO FORTES: