09 de maio de 2021
Campo Grande 30º 15º

PESQUISA

87, 93% avaliam a gestão de Marquinhos ótima ou regular no enfrentamento à pandemia

Pesquisa publicada hoje (4. maio) assinala que o pessedista vem acertando nas decisões aos olhos do eleitorado campo-grandense

A- A+

Pesquisa divulgada hoje (4. maio) feita pelo Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul (IPEMS), revela que 87,93% dos entrevistados avaliam a gestão do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), ótima ou regular no enfrentamento à pandemia. (Eis a íntegra da pesquisa).  

Segundo a pesquisa, apenas 12,57% avaliou que a atuação de Marquinhos foi negativa.

Na ocasião, foram entrevistadas cerca de 400 pessoas entre 25 e 26 de abril.

Para 57,15% do público a atuação de Marquinhos foi positiva, outros 30,78% destacaram como regular e assim, 12,57% disse ser negativa.

O IPEMS disponibilizou ainda um levantamento de como os entrevistados avaliaram a atuação do Prefeito contra Covid-19 por região.

Na Região do Bandeira que compreende moradores dos bairros: Albuquerque, Carlota; Cidade Morena; Jardim Paulista; Maria Aparecida Pedrossian; Rita Vieira; São Lourenço; Tiradentes; TV Morena; Universitário e Vilas Boas, segundo a pesquisa, 64,88% avaliaram a gestão de Marquinhos como positiva. 

Na Região do Centros, onde há 13 bairros, a pesquisa diz que 41,71% dos entrevistados avaliaram a gestão positiva, enquanto 35,79% avaliaram como regular. 

Já na Região Mata do Segredo, onde também há 13 bairros compreendidos, 60,23% avaliam como positiva, quando 25,51% avaliam como regular. Nessa região nenhum dos entrevistados avaliou a gestão de Marquinhos como negativa. 

A região em que Marquinhos foi menor avaliado foi a Região Urbana do Prosa, onde há os bairros:  Taquaral Bosque, Montevidéo; Danúbio Azul; Futurista; Arco Íris; Autonomista; Carandá; Chácara Cachoeira; Chácara dos Poderes; Estrela Dalva; Margarida; Mata do Jacinto; Noroeste; Novos Estados; Santa Fé e Veraneio. A gestão de Marquinhos é positiva para 35,50% dos entrevistados nesses bairros. Outros 31,11% desses mesmos bairros avaliam a gestão como regular.