01 de julho de 2022
Campo Grande 30º 19º

SAÚDE | CORONAVÍRUS

A 5 meses das eleições, Mato Grosso do Sul decreta 'fim da pandemia'

Mês passado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assinou a portaria que declarou o fim da Emergência a nível nacional

A- A+

Há mais de 2 anos sob "status de Emergência de Saúde Pública", o governo de Mato Grosso do Sul decretou na manhã desta segunda-feira (23.mai.22) o 'fim da pandemia de covid-19'. 

A decisão ocorre a 5 meses das eleições de 2022. A medida foi autorizada após uma reunião do Comitê do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir).

“Os membros deliberaram pela revogação do fim da Emergência de Saúde Pública por conta da Covid-19 no território sul-mato-grossense, tendo em vista o cenário epidemiológico, a cobertura vacinal, com disponibilidade de doses para a população, e a capacidade de assistência à saúde por parte do SUS. Assim, o colegiado orientou ao governador do Estado que a norma, editada em março de 2020 com medidas visando ao enfrentamento da doença, precisava ser retirada do ordenamento”, explicou a presidente do Prosseguir, a procuradora-geral do Estado, Ana Carolina Ali Garcia.

Mês passado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assinou a portaria que declarou o fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN), causada pela pandemia da Covid-19 em todo o Brasil. 

Apesar de a pandemia estar em queda e de 83,13%% da população sul-mato-grossense com mais de cinco anos ter concluído o esquema vacinal, Ana Carolina Ali Garcia explicou que o grupo permanecerá monitorando o coronavírus nos 79 municípios e oferecendo subsídios técnicos para a formalização de recomendações visando a preservação da saúde e da economia.

“O Prosseguir continua com suas competências. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) apresentará relatório semanal de monitoramento do vírus e incentivará a vacinação e a testagem e não haverá interrupção de nenhuma política pública de saúde”, acrescentou.

A primeira reunião do Comitê do Prosseguir sob presidência da procuradora-geral do Estado, Ana Carolina Ali Garcia, foi realizada na quinta-feira (19.mai.22).

Criado em junho de 2020 pelo Governo do Estado, com o apoio técnico da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS), o Prosseguir tem o objetivo de - por meio de um método baseado em dados, informações e indicadores - nortear os diversos agentes da sociedade, principalmente os entes públicos, a tomarem decisões e tornarem suas ações mais eficientes no combate à propagação e aos impactos da Covid-19 no Estado.

Anteriormente sob a presidência do então secretário Eduardo Riedel e agora novamente sob a presidência da Ana Carolina Ali Garcia, o programa mapeou todo o Estado para monitorar o avanço da circulação viral e manter as atividades socioeconômicas, de forma segura, com medidas de biossegurança. O Comitê Gestor do Programa de Saúde e Segurança da Economia é integrado pelo governador Reinaldo Azambuja e por 12 membros titulares, dirigentes máximos dos órgãos Segov, SES, Sefaz, Semagro, SAD, Sejusp, CGE, PGE, Conleg, Seinfra, SED e Assomasul.