03 de maro de 2021
São Paulo 39º 24º

13 de Março

'A instabilidade política afeta a vida do cidadão', diz Reinaldo sobre movimento pró-impeachment

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) convocou toda população brasileira para ir às ruas no próximo domingo (13) em movimento a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) com base nas recentes descobertas da Operação Lava Jato. O manifesto tucano foi divulgado no dia 23 de fevereiro, antes ainda da condução coercitiva do ex-presidente Lula e da divulgação da suposta delação premiada do senador petista Delcídio Amaral.

Para o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, que é do PSDB, a decisão de impeachment, embora muitos líderes políticos, como senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, defendam afastamento da presidente Dilma, cabe aos cidadãos brasileiros, que na visão do governador, são os principais prejudicados com instabilidade política atual. A declaração foi concedida nesta segunda-feira (7) durante ato de filiação do deputado estadual Marcio Fernandes ao PMDB. 

"O Brasil não aguenta mais essa condição em que vivemos hoje de incerteza e instabilidade. Nosso presidente nacional está conclamando as pessoas a ir às ruas, as pessoas precisam se manifestar porque o momento é muito delicado, as famílias não estão suportando mais essa instabilidade política que afeta a vida do cidadão. A população é que vai ditar o rito se quer que ela fique ou não", diz Reinaldo.