20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

Política

A pedido do governo, Senado adia votação da quebra de patente de vacinas contra a covid-19

A pedido do governo, o Senado adiou a votação da quebra de patentes  temporariamente, durante a pandemia de covid-19 de vacinas e medicamentos usados no tratamento da doença. De autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), o  PL 12/2021 autoriza o Brasil a descumprir com partes do Acordo sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio. O texto, observa Paim, tem base jurídica no direito internacional e acompanha o pedido de mais de 80 países.

O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), alegou que o país deixaria de receber pedidos de autorização de registro dos imunizantes. Já a senadora Kátia Abreu (PP-TO) rebateu, argumentando que o Brasil vive uma guerra, em meio a muitos erros do governo, que rejeitou a compra de inúmeras vacinas. Para ela, nada mais resta ao país para salvar vidas a não ser a imediata quebra das patentes.