02 de maro de 2021
Campo Grande 33º 21º

Anulação

Advogados de Delcídio pedem extinção de prova que acusa petista

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu nesta terça-feira (2) o pedido de anulação da gravação feita por Bernardo Cerveró, filho de Nestor Cerveró, na qual o senador Delcídio do Amaral  é flagrado numa suposta tentativa de impedir a delação premiada do ex-diretor da Petrobras. O pedido integra a defesa do petista apresentada pelos advogados do senador que alegam que a prova é resultado de uma “armadilha”.

Na possibilidade de o STF rejeitar o pedido, a defesa adiantou e incluiu uma solicitação para que o Supremo não aceite a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República contra o senador. Os advogados do petista  garantem que o senador "jamais pretendeu perturbar" as investigações e que o filho de Cerveró levou Delcídio para uma "armadilha".

De acordo com a defesa, Bernardo Cerveró agiu como um "agente infiltrado" ao gravar a reunião entre ele e o senador, o que, conforme os advogados, deveria ter sido autorizado judicialmente. Delcídio do Amaral (PT) foi pela Polícia Federal no dia 25 de novembro em Brasília. O pedido de prisão foi efetuado pelo Ministério Público Federal e autorizado pelo STF. Segundo a PF, o senador foi preso por tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.