23 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 20º

Política

Alan Guedes sanciona lei que coloca Dourados no consórcio nacional para compra de vacinas

A- A+

O município de Dourados já está legalmente autorizado a integrar no consórcio de municípios para a compra de vacinas contra Covid-19. Mais de 1,5 mil municípios já participam da iniciativa para adquirir vacina diretamente dos laboratórios.
O projeto de lei que prevê essa autorização foi aprovado em regime de urgência pela Câmara de Dourados e sancionado pelo prefeito Alan Guedes durante sessão da Câmara, que foi suspensa por 20 minutos para oficialização do ato.
Conforme o presidente do Legislativo, Laudir Munaretto, a aprovação do projeto cria condições para que Dourados possa buscar a compra direta da vacina, medicamentos, insumos e equipamentos, além de autorizar a abertura de dotação orçamentária custear a aquisição dos imunizantes.
De acordo com Alan Guedes, o ingresso no consórcio vai facilitar a compra dos imunizantes, já que o Governo Federal tem apresentado dificuldades na aquisição das doses. "Essa possibilidade de compra será́ fundamental para acelerarmos o processo de vacinação, uma vez que a imunização é nossa principal arma no combate à Covid-19", disse.
O consórcio para compra de vacinas contra o Covid-19 está sendo liderado pela FNP (Frente Nacional de Prefeitos) e tem como proposta complementar o Plano Nacional de Imunização (PNI), caso este não consiga suprir a demanda nacional. O consórcio tem o objetivo de comprar vacinas, medicamentos, insumos e equipamentos ligados à saúde.