01 de outubro de 2020
Campo Grande 41º 24º

Alceu Bueno continua desrespeitando lei e mantém depósito funcionando

O vereador Alceu Bueno (PSL) continua desrespeitando a lei. Seu depósito de material de construção foi interditado pela prefeitura no dia oito de maio por recomendação do MPE (Ministério Público Estadual) por não possuir licença ambiental e ocupar ilegalmente, sem autorização, uma área pública. No entanto, ontem às 15h37, a equipe do MS Notícias flagrou um funcionário do vereador trabalhando no local, o que segundo MPE, é proibido uma vez que o depósito está interditado. O Depósito Bueno fica na avenida Cel Antonino 5200, bairro Novo Amazonas.Outra irregularidade praticada pelo vereador, é usar um terreno em área residencial sem licença ambiental como novo depósito. Conforme denúncia, publicada com exclusividade pelo MS Notícias, no dia 20 de maio, Alceu Bueno está usando um terreno em área residencial para continuar vendendo os materiais de construção. Conforme os moradores da rua Expedicionário Gonçalo Meccemi, no primeiro final de semana após a interdição do Depósito Bueno,  vereador foi ao terreno e descarregou pedras, madeira e areia, que tem vendido para seu clientes. os moradores da região começam a reclamar da poeira que tem sido levantada quando venta pelas montanhas de areia do novo depósito.A denúncia já foi encaminhada ao MPE, que enviou um ofício à prefeitura de Campo Grande para que seja realizada uma fiscalização no local. A prefeitura, no entanto, por meio da Procuradoria Geral do Município, nega ter recebido o ofício. Vale lembrar que o procurador geral do município Fábio Castro Leandro é advogado pessoal de Alceu Bueno em processo sobre compra de votos nas eleições de 2012. O prefeito Gilmar Olarte (PP) sempre que questionado sobre o caso, afirma não ter conhecimento do assunto. No entanto, a denúncia foi encaminhada à prefeitura pelo MPE e pela equipe do MS Notícias há 15 dias.