24 de junho de 2021
Campo Grande 31º 19º

Além do diesel, governo estuda reduzir ICMS sobre energia elétrica em MS

A- A+

Em meio aos aumentos de impostos sobre energia, diesel e gasolina, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reiterou que pretende ainda este mês enviar à Assembleia Legislativa o projeto de redução do ICMS sobre gasolina.

Segundo Azambuja, o governo do Estado aguarda estudo sobre os impactos da redução que será encaminhado ao governo pelo Sinpetro (Sindicato dos Postos de Combustíveis de Mato Grosso do Sul) para definir o percentual de redução.

A proposta inicial era reduzir em 5%, ou seja, de 17% para 12%, porém, o governador voltou a destacar que é preciso reduzir também a pauta, ou seja, média aplicada pelos postos de combustível no preço da bomba. O governo tem defendido que os empresários do setor reduzam a pauta justamente para que o valor da bomba diminua. 

Energia

Outro item que pode ter ICMS reduzido, segundo governador, é energia. Reinaldo explicou que diante do momento atual em que o país vive sob bandeira vermelha, onde valor unitário dos kilowatts, foram aumentados, é possível que o Estado apresente ainda este ano um projeto de redução do ICMS sobre tarifa energética. "Recebemos a proposta dos produtores rurais que pedem a redução em 5% do imposto estadual sobre a tarifa. Já encaminhei à secretaria de fazenda que irá analisar", finaliza.