18 de junho de 2021
Campo Grande 27º 15º

Aliança com tucanos na Assomasul eleva crise interna no PTMS

A- A+

O prefeito de Jardim, Ernei Barbosa criticou hoje executiva estadual do Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul do qual faz parte pelo que ele considerou falta de sensibilidade diante da recusa da executiva em ouvir os prefeitos petistas do Estado antes de emitir resolução proibindo alianças ocm PSDB, DEM e PPS.

Ernei, que é candidato a vice-presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul)na chapa única composta com o tucano Juvenal Neto, disse que faltou partido ouvir os demais membros, e criticou uma "decisão de minoria". "Faltou sensibilidade do diretório regional em ouvir os prefeitos porque nossa entidade é de classe e não partidária. E já tivemos reuniões com prefeitos do PT e tivemos aval dos 12 prefeitos", disse Ernei.

O futuro vice-presidente da Assomausl acredita que diretório tenha agido de forma intransigente ao não respeitar a posição dos prefeitos petistas, os mais interessados no caso, por serem membros da Assomasul.

Entre os membros do diretório, o principal alvo de críticas de Ernei, embora não fale abertamente, é o deputado federal Zeca do PT, que esta semana se manifestou publicamente em sua página no Facebook contra a aliança por desrespeitar a resolução da executiva estadual, que segue a orientação nacional do partido, já que PSDB é principal partido de oposição ao  PT.

Heloísa Lazarini e Leide Laura Meneses