19 de janeiro de 2021
Campo Grande 27º 21º

Ao oferecer palanque pra Eduardo, Nelsinho deve conquistar apoio de Murilo Zauith nas eleições

O pré-candidato ao governo do Estado, Nelsinho Trad, afirmou que tem tido contatos frequentes com o pré-candidato a presidência da República, Eduardo Campos (PSB), e que o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), também tem participado deles, que acontecem por vídeo-transferência ou telefone.

Nelsinho afirmou que oferece a Eduardo Campos o palanque no Estado, ajudando em sua campanha para a vaga a presidente. “O PT vai fazer campanha pra Dilma, o PSDB pro Aécio Neves e nós para o Eduardo Campos”.

Com o palanque oferecido a Eduardo Campos, as chances de Murilo ser conquistado por Trad, para se aliar ao PMDB cresce. Foi oferecido, além disso, as vagas de vice-governador e a suplência de senado para o Partido Socialista Brasileiro.

Questionado se com a confirmação de Reinaldo Azambuja (PSDB), também como pré-candidato ao governo do Estado, irá dificultar sua campanha, e se acredita que será difícil enfrentar dois candidatos na eleição desse ano, Nelsinho respondeu que não vê problemas em enfrentar os pré-candidatos Delcídio do Amaral (PT) ou Azambuja, e lembrou ainda que a imagem de Delcídio já está desgastada. “O PT ta exalando corrupção. É CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras, é mensalão, é Pasadena”.

Sobre a declaração do governador André Puccinelli na noite de ontem, ao site MS Notícias, referente a possível aliança entre o PT e PMDB no Estado, onde o PT teria vindo pedir aliança aos peemedebistas, Nelsinho diz que não existe essa possibilidade, mas que respeita o apoio do governador a presidente Dilma, devido aos benefícios que trouxe ao Estado. “Nosso partido não pensa assim, seria incoerência apoiar um partido que já passou do tempo de tentar uma conversa”, finalizou.

 Tayná Biazus