05 de agosto de 2021
Campo Grande 28º 15º

Longen desiste do Senado e PTB começa diálogo com Azambuja

A- A+

Após a desistência do presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen de concorrer ao Senado ao lado do pré-candidato do PT ao governo do Estado, Delcídio do Amaral, o presidente regional do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), Ivan Lousada afirmou existe a possibilidade de o partido não caminhar ao lado de Delcídio nas eleições de 2014, levando em consideração que Reinaldo Azambuja (PSDB) procurou o partido e demonstrou interesse em fazer uma coligação no Estado.

“Pelo clima, o Longen não será pré-candidato ao Senado, estamos sentindo isso e irei até Brasília amanhã tratar deste assunto, mas acredito que realmente ele não será pré-candidato. Tudo indica que podemos ficar com o PT, até pela aliança nacional, mas ainda estamos conversando com vários partidos, como o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira). Conversamos bastante com Reinaldo Azambuja e ainda não temos nada definido sobre com quem vamos caminhar. Estamos conversando com todos e temos que ver o melhor caminho para o partido”, explica Lousada.

Ivan afirma ainda que existe a possibilidade do partido caminhar de acordo com a vontade da executiva nacional, que já confirmou que apoiará a pré-candidata a presidente Dilma Rousseff (PT), mas não descarta a possibilidade de caminhar ao lado dos tucanos no Estado e ressalta que o único pré-candidato ao governo do Estado, que não procurou o partido demonstrando interesse em coligar foi Nelson Trad Filho (PMDB). “Conversamos com Delcídio, mas também conversamos com Reinaldo Azambuja e estamos pensando no melhor caminho para o partido. Eu não tenho nada contra ninguém, o que eu tenho é que pensar no bem do meu partido e é isso que estamos fazendo, conversando para escolher o melhor caminho a seguir”.

Segundo Lousada o apoio do PTB será definido apenas nas convenções, que serão realizadas entre dia 20 e 25 de maio. “Uma decisão será tomada nas convenções, ainda não definimos o dia exato, mas acredito que deve acontecer entre 20 e 25 de maio porque a nacional fará a convenção no dia 27 e teremos que ter uma decisão em relação ao nosso apoio. O que queremos é um partido que nos ajude a eleger deputados estaduais”, diz o presidente.

Dany Nascimento