21 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 21º

Após rejeição de Carlão, Zauith afirma que PMDB trará benefícios ao partido

O vereador Carlão (PSB) afirmou na manhã de hoje que pretende deixar o PSB (Partido Socialista Brasileiro), já que o partido declarou que caminhará ao lado do pré-candidato Nelson Trad Filho (PMDB), formando uma aliança no Estado. Carlão ressaltou que o apoio ao Nelsinho diminui as chances de vitória nas eleições de 2014 e pretende renunciar ao desejo de se lançar como pré-candidato a deputado federal. “Abri mão da minha candidatura a deputado federal, pois não vejo espaço para mim nem chance de vitória em uma chapa com PMDB. Tenho certeza que o partido está na direção errada e assim como eu pelo menos mais 150 pessoas do partido ligadas a mim também acreditam nisso”, diz Carlão.

Diante disso, o prefeito de Dourados e presidente do PSB, Murilo Zauith garantiu que não recebeu nenhum comunicado de Carlão. “A última vez que fizemos uma reunião, o Carlão garantiu que caminharia com a decisão do partido. Ainda não recebi nenhuma informação vinda dele e devido a isso não posso afirmar nada sobre isso. Prefiro continuar acreditando no que ele me disse, que caminharia com a decisão do partido”.

Ao contrário do que pensa Carlão, Zauith ressalta ainda que o apoio a Nelsinho só traz benefícios para o partido, já que o PMDB apoiará o pré-candidato à presidência do PSB, Eduardo Campos. “Não temos nada a perder caminhando com o PMDB, só temos a ganhar. Eles declararam apoio ao nosso pré-candidato Eduardo Campo e isso é muito bom para nosso partido”.

Questionado sobre Carlão apoiar o pré-candidato Delcídio do Amaral, o presidente afirma que para que isso aconteça, Carlão deverá se licenciar do partido caso queria apoiar um pré-candidato de outra sigla. De acordo com Zauith, 14 pré-candidatos a deputados estaduais e federais foram apresentados a Nelsinho e devem compor a chapa de coligação em Mato Grosso do Sul.

Dany Nascimento