30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Ataques do PMDB a Delcídio refletem desespero de Nelsinho, afirma deputado

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) afirmou que o PT está se preparando para os ataques que devem partir do PMDB durante o período eleitoral neste ano. Para Kemp, depois de perder o apoio do PR (Partido da República), o pré-candidato do PMDB Nelson Trad Filho e seus companheiros de partido estão se dando conta do isolamento no qual o PMDB está inserido."O PR veio para fortalecer a chapa do PT e isso pode nos ajudar, inclusive, a vencer as eleições no 1º turno", analisa Kemp. Para o deputado, o PT está rodeado de partidos fortes como PDT e PR. Atualmente, o PT conta também com apoio de PC do B, PTB, PV, PROS, , PSL e PTC, além de prefeitos e vices do PSDB que se licenciaram do partido para apoiar Delcídio, que pode aina conquistar o apoio do PP, PSC e PRB. Com esse arco de alianças, e com a entrada do pré-candidato tucano Reinaldo Azambuja na disputa pelo governo, a chapa de Nelsinho Trad corre risco de perder forças, pois hoje possui apoio declarado de poucas legendas, como PSB, PT do B, PRTB e PRB, que ainda pode mudar de posição e apoiar o PT, caso siga as orientações da executiva nacional, que apoia a aliança entre PT e PMDB na disputa presidencial. Azambuja, é um perigo em especial para Nelsinho, pois ambos desfrutam de eleitorado cujo perfil é muito próximo e certamente corem sério risco de dividir votos, o que estaria levando os peemedebistas ao desespero.  Kemp cita as declarações do deputado estadual Marquinho Trad (PMDB), irmão de Nelsinho, em relação ao senador Delcídio do Amaral (PT) como prova do desespero dos peemedebistas, mas garante que o PT já está preparado para lidar com os ataques adversários. "O fechamento das alianças do PT mostram o isolamento do PMDB, que está fraco e eles optaram por fazer ataques, mas o PT está se preparando para enfrentar isso, porque essa será estratégia deles", afirma. Heloísa Lazarini e Dany Nascimento