16 de abril de 2021
Campo Grande 32º 20º

Governo

Azambuja destaca investimento em logística para crescimento do setor florestal

O setor das florestas plantadas tem se destacado em Mato Grosso do Sul como um dos fomentadores da diversificação da economia estadual. Para debater os desafios e oportunidades do segmento, Governo do Estado e produtores se reuniram ontem (15) em Campo Grande em evento que discutiu as possibilidades de crescimento e os entraves da silvicultura. O governador Reinaldo Azambuja participou do encontro que recebeu o nome de “Panorama do Setor Florestal, Mundial, Brasileiro e Sul-Mato-Grossense”.

Durante o debate, Reinaldo observou que investimentos em logística são fundamentais para o desenvolvimento do segmento florestal. Segundo ele, dentro do planejamento estadual de infraestrutura existe compromisso com os produtores de florestas plantadas. “Perenização de pontes de madeira por pontes de concreto e melhoria de rodovias vicinais, que já  está sendo feita em parceria com municípios”, disse. Ele ainda falou de investimentos nas rodovias federais BR-262 e 267, de responsabilidade da União, e na hidrovia Tietê-Paraná, “que criariam um elo de competitividade no setor florestal de MS”.

Para o presidente da Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore/MS), Moacir Reis, a infraestrutura é um dos grandes gargalos enfrentados pelo setor. Na abertura do encontro, ele destacou que o segmento de florestas cresceu na última década, saltando de 200 mil hectares para quase 1 milhão de hectares, empregando atualmente cerca de 100 mil pessoas em Mato Grosso do Sul.

Realizado pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade), em parceria com a Reflore/MS, Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sinpacems (Sindicato das Indústrias de Papel e Celulose do Estado) e IBÁ (Indústria Brasileira de Árvores), o evento faz parte de uma série de encontros que o Governo promove para contribuir com o desenvolvimento sustentável e estruturado da silvicultura.

Também participaram dos debates o secretário Jaime Verruck (Semade), o  presidente da Fiems, Sérgio Longen, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de MS, Junior Mochi, e a representante da Indústria Brasileira de Árvores (IBA), Beatriz Milliet.