26 de outubro de 2021
Campo Grande 29º 21º

Política

Barbosinha teme perdas de produtores que não conseguem receber seguro rural

A- A+

O seguro rural é um dos instrumentos mais importantes que o produtor possui para mitigar determinados riscos da atividade agropecuária. No entanto, muitas seguradoras estão negando o pagamento do prêmio, revelou o deputado Barbosinha (DEM), durante a sessão ordinária desta quinta-feira (14).  

"Ontem participei de uma reunião com representantes do Sindicato Rural de Dourados, produtores rurais e técnicos agrícolas. O longo período de estiagem, agravado pela ocorrência de geadas, atingiu as lavouras de milho em Mato Grosso do Sul, especialmente na região da Grande Dourados. 80% dos produtores que contrataram uma apólice de seguro rural estão recorrendo a este prêmio para minorar as consequências das grandes perdas do milho safrinha", disse Barbosinha.

O deputado explicou que o produtor quando realiza um financiamento bancário, o seguro agrícola é uma obrigatoriedade. "Agora, neste momento que ocorreu o sinistro, os produtores estão recorrendo às respectivas agências financiadoras e as seguradoras estão criando vários subterfúgios para indeferir o pagamento do seguro ou reduzir drasticamente os valores. Parece uma ação orquestrada", afirmou.

De acordo com Barbosinha, as seguradoras alegam que as perdas são decorrentes de pragas e diminuem o pagamento da indenização em até 40%. O parlamentar fez um apelo para que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, bancada federal e o Governo do Estado defendam os interesses dos produtores rurais junto às instituições financeiras.