22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Deputada não comenta prisão de Amorim e diz que 'é assunto da Justiça'

A- A+

A deputada estadual, Antonieta Amorim (PMDB) recusou-se a comentar prisão do irmão, empreiteiro João Alberto Krampe Amorim dos Santos, dono da Proteco Construções Ltda, que ocorreu semana passada em Campo Grande.

À reportagem do MS Noticias, a peemedebista desconversou dizendo-se alheia ao assunto, mesmo sendo da mesma família. “Fica muito difícil eu me pronunciar sobre um processo no qual não tenho conhecimento. Meu trabalho não é esse, meu trabalho é parlamentar, não tenho como expressar minha opinião a respeito de uma situação que ainda está sob investigação, eu estaria sendo imprudente” afirma e acrescenta "é um assunto da Justiça que já está trabalhando e tomará as medidas que forem necessárias para o caso", resume.

O empresário João Amorim e outras oito pessoas estão sendo investigados por suposta organização criminosa que fraudava licitações e contratos para desvio de recurso público, em Mato Grosso do Sul. No sábado (14), o empresário foi solto, após ter conseguido habeas corpus. Na última segunda-feira (9), o juiz Carlos Alberto Garcete atendeu pedido do MPE, que investiga desvio de cerca de R$ 2,9 milhões de obras feitas pela Proteco Construções na MS-228 e decretou prisão de Amorim, dono da empresa, do ex-secretário estadual de obras Edson Giroto e  mais sete pessoas.

Campanha 

Mesmo se esquivando sobre processo investigativo que cerca João Amorim, em 2014, a deputada obteve 68% das doações de campanha, nas eleições de 2014, oriundas de empresas de engenharia, entre elas a Proteco Construções Ltda. De acordo com prestação de contas da deputada, entregue ao TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), em 14 de novembro de 2014, a Proteco, investigada pela Polícia Federal por superfaturamento em contratos com poder público, doou R$ 1,452 milhões a Antonieta Amorim. 

Segundo prestação de contas da deputada foram sete doações entre os dias 15 de agosto e 2 de outubro de 2014. Os valores variaram entre R$ 84.450,00 mil e R$ 375.791,46 mil.