22 de junho de 2021
Campo Grande 28º 16º

Após apresentar defesa ao STJ, Bernal acredita que retornará à prefeitura da Capital

A- A+

O ex-prefeito cassado de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) disse na tarde de hoje, que aguarda confiante o julgamento do processo de defesa que apresentou ao presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ministro José Cândido de melo Falcão Neto, que será julgado nesta semana.

Bernal acredita que voltará para a prefeitura de Campo Grande e destaca que apresentou argumentos com provas anexadas, que comprovam que foi articulado “um golpe político para sua cassação.”

“Eu confio na justiça, recorri em Brasília porque os 23 vereadores armaram um golpe político contra mim. Eu fico angustiado porque sou advogado e sei que se a justiça demorar para tomar uma decisão, as marcas podem ser drásticas, a cidade está totalmente abandonada por esse rapaz que está no poder não merece nem ser chamado de prefeito (prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP)”. Reunimos um resumo das investigações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), dentro do que o sigilo de justiça nos permite, temos comprovado que um golpe político ocorreu na Capital, diz Bernal.

Questionado sobre as afirmações de Gilmar Olarte, de que a prefeitura vive um momento de “crise financeira”, Bernal ressalta que deixou R$ 354 milhões em caixa. “Eu deixei R$ 654 milhões em caixa que daria para pagar as contas da Capital, mas hoje Campo Grande vive uma maquiagem, eles conseguiram acabar em nove meses com todo o dinheiro que eu deixei em caixa”.

Alcides afirma que “Olarte está sendo acusado por formação de quadrilha e corrupção”.

Dany Nascimento