24 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 20º

PT pode formar aliança informal com PSDB em Mato Grosso do Sul, afirma deputado

O deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT) afirmou que, mesmo diante de uma decisão da executiva nacional, rejeitando uma possível aliança entre o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) e o PT (Partido dos Trabalhadores) em Mato Grosso do Sul, os dois partidos podem formar uma “aliança informal”, onde o pré-candidato ao governo do Estado, Delcídio do Amaral (PT) e o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), que ainda não definiu se concorre ao Senado ou ao governo do Estado, lancem candidatura e ambos não se ataquem durante a campanha.

“O Delcídio está conversando e podemos formar uma aliança informal, formando um bloco, onde um não ataca o outro. Essa decisão de não formar uma aliança com o PSDB foi decidida no congresso (encontro nacional do PT no último sábado) e já que não podemos ter uma aliança formalmente, temos a opção de fazer essa aliança informal”, explica o deputado.

Biffi garante que o PT ainda não definiu quem será o pré-candidato do partido ao Senado, mas ressalta que o presidente da Cassems, Ricardo Hayashi é um nome forte. “Temos o Ricado Hayashi que é um dos nomes mais fortes do partido, mas ainda vamos discutir se abrimos vaga para o PR (Partido da República), PDT (Partido Democrático Trabalhista), PSC (Partido Social Cristão), PC do B (Partido Comunista do Brasil), PROS (Partido Republicano de Ordem Social), PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), entre outros”.

Dany Nascimento