22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

PRESIDENTE

Bolsonaro nega que foi contra vacina, mas disse: "Da China não compraremos, é decisão minha"; veja

"Nunca fui contra a vacina, sempre disse 'passou pela Anvisa, compra'", defendeu Bolsonaro em live nesta 2ª-feira (8.fev)

A- A+

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta segunda-feira (8/2) que nunca foi contra a vacina anticovid. Em uma mudança de tom, o chefe do Executivo admitiu que a imunização em massa é a solução para uma retomada mais rápida da economia.

“Nunca fui contra a vacina, sempre disse ‘passou pela Anvisa, compra’. Tanto é que a CoronaVac passou pela tangente”, alegou. O mandatário completou que o governo está "fazendo o possível": “Estamos preocupados com a vida. Se vacinar, a chance de voltarmos à normalidade na economia aumenta exponencialmente. Queremos isso aí", assegurou.

A líder do PSOL na Câmara dos Deputados, Sâmia Bomfim, desmentiu a fala do presidente, compartilhando um vídeo no Twitter, em que em entrevista à Jovem Pan Bolsonaro diz que não compraria vacinas da China, pdevido a uma decisão pessoal. Veja o post:  

Bolsonaro voltou a citar a mãe, Dona Olinda, de 93 anos como um exemplo. Em janeiro, o mandatário afirmou que não sabia se votaria, na decisão familiar, a favor da vacinação da idosa. Hoje, disse que votou ‘sim’.

"Temos um vírus. Não negamos. Temos. Estamos preocupados. Hoje meus irmãos decidiram, estão votando aqui se a minha mãe vai ser vacinada ou não com 93 anos de idade. Eu já dei lá, eu votei lá sim. Com 93 anos deixar ela ser vacinada mesmo com uma vacina aí, não está comprovada cientificamente", contou, desmerecendo a liberação da Anvisa que, só autoriza o uso de imunizantes com eficácia comprovada.

*Com Correio Braziliense.