GEO AND DEVICES - POR TERO QUEIROZ

MS Notícias

sbado, 30 de maio de 2020

CORRUPÇÃO

Camapuã: processo de impeachment depende de possível candidato à Prefeitura

Vereador e presidente da Câmara submete à assessoria jurídica pedido pela cassação de Delano Huber

Por: REDAÇÃO11/10/2019 às 16:08
ComentarCompartilhar
Delano Huber e a mulher, Elaine, nas eleições de 2016Delano Huber e a mulher, Elaine, nas eleições de 2016

O presidente da Câmara Municipal de Camapuã, vereador Lelis Ferreira da Silva (MDB), solicitou à assessoria jurídica da Casa um parecer sobre a legalidade do pedido de impeachment (impedimento) do prefeito Delano Huber (PSDB), protocolado no início da semana por Orlando Fruguli Moreira, um advogado publico do Município e servidor há mais de 15 anos.  O parecer deve ser conhecido na próxima semana.

Lellis é uma das três opções do MDB para disputar a Prefeitura em 2020, juntamente com a vereadora Dra Márcia Pereira e o ex-vereador Manoel Nery Jr. Apesar disso, não se sabe como o presidente do Legislativo se posicionará agora.

Em maio deste ano, quando Huber enfrentou seu primeiro pedido de cassação, a Câmara garantiu seu mandato por cinco votos a quatro. Na ocasião, Lellis e Dra Márcia estavam entre os vereadores que votaram pelo impeachment do prefeito.  

Uma grande polêmica prosperou após aquela votação. Muitos camapuanenses questionavam e estranhavam votos de vereadores que foram favoráveis a Huber e, em princípio, tinham um histórico político de posição ou de confronto com o prefeito.               Um exemplo é o do vereador emedebista Almir Ávila, cujo partido foi derrotado pelo PSDB de Delano Huber em 2016, numa campanha que expôs a incendiária rivalidade entre as duas agremiações. Há quem explique esse voto com um fortíssimo argumento: o filho do vereador, Almir de Oliveira Ávila Jr, é o secretário municipal do Agronegócio, Meio Ambiente e Empreendedorismo.

Atualmente, está tramitado na Câmara um projeto do Executivo criando cargos em comissão, um deles, segundo fontes da Prefeitur, para abrigar familiar do secretário de Assunts Jurídicos, Wilson Tadeu Lima. 

A nomeação de parentes é uma das marcas da administração do prefeito, que apesar das cobranças nacionais contra o nepotismo e das intervenções do Ministério Publico, nomeou a própria esposa, Elaine Huber, para a chefia da Secretaria  Municipal de Assistência Social.

SUCESSÃO

Delano Huber ainda não confirmou se vai tentar a reeleição. Se isso ocorrer, conta com o apoio e o envolvimento do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e de sua base aliada na campanha. Ainda não existe definição sobre quem o enfrentará. Porém, alguns nomes ganham evidência a cada dia que se aproxima o ano eleitoral.

Além do trio emedebista Lellis-Márcia-Moysés, a relação das alternativas que vêm sendo comentadas inclui Clodoaldo Miranda, irmão da ex-candidata Andréia Miranda, advogada, servindo atualmente ao governo estadual, e Luiz Gonzaga, que estaria trocando de sigla para garantir sua candidatura, com apoio do deputado federal Beto Pereira (PSDB). Os ex-prefeitos Hugo Bomfim e Marcelo Dualibi, do DEM, não sinalizaram ainda qualquer intenção. O vereador Altimir Chitão (PTB), um antigo pretendente, também faz reservas.

Deixe seu Comentário

TV MS

15 de maio de 2020
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma