06 de maro de 2021
Campo Grande 28º 19º

Lava Jato

Cardoso responde Delcídio e diz que 'senador não tem credibilidade'

O advogado geral da União, ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo declarou que o senador Delcídio do Amaral (PT) 'não tem credibilidade'. A resposta rápida foi dita na manhã desta quinta-feira (3) após divulgação da edição da revista IstoÉ que traz como matéria principal a suposta delação premiada do senador.

Conforme a revista, Delcídio afirma, em acordo preliminar de delação de 400 páginas, que Cardozo atuaria para influenciar ministros a revogar prisões de investigados da Lava Jato. O ex-ministro considerou delação de Delcídio, se for verdadeira, uma retaliação ao fato de o governo e o PT não terem o ajudado a deixar a prisão.

O senador também teria acusado a presidente Dilma Rousseff (PT) de ter total conhecimento dos prejuízos da compra da refinaria em Pasadena e de tentar nomear ministros do STJ que atuariam favoravelmente ao governo. Segundo a revista, Delcídio cita um encontro de Dilma, em Portugal, com presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, porém, o petista alega que negociação não deu resultado, pois o ministro se negou a se envolver no caso. 

Cardozo reafirmou à imprensa que o governo recebeu diversos recados afirmando que caso não tirassem senador da prisão ele faria retaliações. Porém, o ex-ministro não confirmou emissor dos recados. O ex-ministro que declarou ter solicitado para deixar Ministério da Justiça justamente por pressões do Partido dos Trabalhadores reiterou que nunca intercedeu a favor de nenhum dos investigados e sempre garantiu a independência do trabalho da Polícia Federal.