24 de fevereiro de 2021
Campo Grande 33º 22º

Operação ADNA

Cazuza nega declarações de Ronan e acusa ex-assessor de tê-lo procurado para 'passar informações'

O vereador Cazuza (PP) negou as declarações do ex-assessor do prefeito afastado, Gilmar Olarte, Rona Edson Feitosa quanto a um suposto encontro entre eles.

Em depoimento que prestou à Justiça, no dia 5 de fevereiro, Ronan disse que, cinco dias antes da audiência, a ex-assessora parlamentar, Marly Débora, entrou em contato com ele, por telefone, para dizer que o vereador Cazuza (PP), queria marcar uma conversa com ele. "Ela [Marly] me disse também que uma comitiva do Bernal foi na casa dela. Eu acho estranho o pessoal do atual prefeito ir na casa dela, e estranho também esse tal de Paulo Telles ter me denunciado e hoje ele ser funcionário da Prefeitura".

O vereador negou a ligação e afirmou que nunca esteve na casa de Marly nem conversou com ela por telefone. Pelo contrário, Cazuza disparou acusações contra Feitosa. "Foi o Ronan quem me procurou. Duas vezes ele me enviou mensagens dizendo que queria se encontrar comigo para me passar informações", disse Cazuza.

Ronan é réu em ação por lavagem de dinheiro e corrupção passiva assim como Gilmar Olarte. No dia em que participou da audiência, o ex-assessor negou que tenha trocado cheques a pedido de Olarte e sim que tomou a iniciativa de buscar recursos junto a agiotas para pagar dívidas da campanha para prefeito de Alcides Bernal (PP).