25 de setembro de 2020
Campo Grande 36º 22º

Com entrada de Azambuja na disputa, Eduardo Rocha afirma que Nelsinho disputará segundo turno

O deputado estadual e líder do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), Eduardo Rocha afirmou na manhã de hoje que acredita que o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB) não se afastará do PMDB como vem anunciando caso o partido rejeite apoiar a presidente Dilma Rousseff (PT) nas eleições de 2014 e ressalta ainda que André apoiará a pré-candidatura de Nelson Trad Filho (PMDB) ao governo do Estado.

“Eu acredito que o governador não vai se licenciar do PMDB e vai continuar apoiando a pré-candidatura do Nelsinho. O partido ainda vai discutir sobre quem vamos apoiar como pré-candidato a presidente da república, isso ainda não foi definido, estamos discutindo”, afirma Rocha.

Eduardo afirma que com a entrada de Reinaldo Azambuja (PSDB) na disputa pelo governo do Estado, Nelson Trad Filho (PMDB) disputará um segundo turno. “Nosso candidato tem força para chegar a um segundo turno, só não sei ainda contra quem. Com três pré-candidatos teremos um segundo turno com certeza, Nelsinho estará na disputa, só não sei ainda se será contra Azambuja ou Delcídio do Amaral (PT)”, afirma o deputado.

Questionado sobre as afirmações do deputado estadual e presidente da ALMS, Jerson Domingos (PMDB), sobre Nelsinho dividir os “poucos votos que tem” com Azambuja, Eduardo desconversa e ressalta que seu pré-candidato é forte. “O que eu tenho certeza é que nosso pré-candidato é forte e estará no segundo turno. Com a força que nosso partido tem, teremos Nelsinho disputando um segundo turno. O Jerson é contrário ao Nelsinho, mas nosso partido vai apoiar a pré-candidatura dele”, finaliza Eduardo Rocha.

Dany Nascimento