15 de abril de 2021
Campo Grande 33º 19º

EMENDAS

Com prefeito da Capital, Bancada federal garante R$ 420 milhões para MS

Governo receberá R$ 111 milhões para utilizar em saúde, segurança pública e sul-fronteira; Capital, R$ 40 milhões

Mato Grosso do Sul terá R$ 420 milhões de emendas da bancada federal. Sob a coordenação do senador Nelsinho Trad (PSD), as duas senadoras Simone Tebet (MDB), Soraya Tronickie (PSL) e os deputados federais Dagoberto Nogueira (PDT), Vander Loubet (PT), Luiz Ovando (PSL), Fábio Trad (PSD), Beto Pereira (PSDB), Rose Modesto (PSDB), Bia Cavassa (PSDB) e Loester Trutis (PSL) fizeram três dias de reuniões semi-presenciais, de terça até esta 6ª-feira (26.fev), para decidirem, em conjunto, o destino destes recursos, distribuídos em 15 emendas.

Além de assegurar reservas financeiras impositivas no Orçamento Geral da União de 2020 para Mato Grosso do Sul, a bancada federal do estado garantiu socorro providencial para Campo Grande e atendeu pleitos que são priorizados pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Na quarta-feira (16.fev), em Brasília, o prefeito reuniu-se com os parlamentares e foi informado das boas notícias que já trouxe para a Capital, além de comemorar os benefícios que já estão consolidados para os demais municípios.

O Governo de Mato Grosso do Sul receberá R$ 111 milhões para utilizar em saúde, segurança pública e sul-fronteira. Campo Grande terá R$ 40 milhões, dos quais R$ 20 milhões serão para saúde e os outros R$ 20 milhões para obras de infraestrutura urbana. Dourados receberá R$ 25 milhões, e Corumbá, Ponta Porã e Três Lagoas receberão R$ 16 milhões cada.

As três instituições universitárias (UFMS, UEMS e IFMS) também foram contempladas por emendas impositivas (que deverão ser cumpridas), que totalizam R$ 17 milhões.

Os outros R$ 180 milhões são referentes a emendas discricionárias, valores que o Governo Federal poderá alocar para esses projetos. São eles: ações para obras do Dnit, investimentos em pesquisa e saúde e turismo (revitalização da Feira Central).

Também foram aprovadas nesta quinta-feira (25.fev) as emendas do senador Nelsinho Trad (PSD) na Comissão da Infraestrutura do Senado Federal que preveem a Rota Bioceânica e obras da MS-419. 

Durante os três dias de trabalho, os parlamentares atenderam representantes de instituições, prefeitos e vereadores de Mato Grosso do Sul. A bancada federal também pactuou com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), para promover reunião com os senadores, os deputados federais e os prefeitos para organizar a alocação de novos recursos aos municípios não contemplados com os recursos federais. “Assim, os municípios serão atendidos para a retomada do desenvolvimento em diferentes regiões do Estado”, explicou o senador Nelsinho Trad, coordenador da bancada federal.

Em relação às emendas individuais, de acordo com a reunião da bancada, serão alocadas de acordo com a ação discricionária de cada parlamentar (deputados federais e senadores), ainda a ser definida individualmente pelo parlamentar.

O deputado federal Vander Loubet (PT) destacou o empenho suprapartidário de todos os congressistas, considerando que a unidade e o esforço da bancada foram fatores determinantes para materializar a expectativa de melhorar as dotações orçamentárias da União para Mato Grosso do Sul.

“Foi um trabalho de fôlego, coletivo. Todos se empenharam”, credita o parlamentar. “O interesse que prevalece é da população, dos municípios. As cores ideológicas e políticas não entram nesse processo. Por isso, Mato Grosso do Sul sai vitorioso desta verdadeira batalha”, salientou Vander.