22 de outubro de 2021
Campo Grande 32º 17º

H1N1

CPI que investiga sumiço de vacinas inicia oitivas na Câmara

A- A+

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o sumiço de vacinas contra o vírus H1N1 faz suas primeiras oitivas nesta quarta-feira (29), as partir das 15 horas, no Plenário Edroim Reverdito, na Câmara Municipal de Campo Grande. Estão confirmadas as presenças do diretor Dr. Marcelo De Franco, do Instituto Butantan, e da coordenadora de imunização da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Kátia Mougenot.

O instituto, sediado em São Paulo e responsável por produzir as vacinas contra a gripe oferecidas na rede pública, será questionado, dentre outros assuntos, sobre a declaração do secretário de saúde de Campo Grande, Ivandro Fonseca, que relatou em entrevistas para a imprensa que alguns frascos teriam vindo com oito doses ao invés de dez.

Até semana passada, foram 18 mortes registradas em Campo Grande por conta da gripe A. Em Mato Grosso do Sul, segundo dados oficiais da SES, o número de confirmações da doença já é de 324. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), a campanha cobriu 91,24% do público alvo, sobrando 32.381 doses de vacina contra a gripe H1N1 com destinação incerta, de um total de 195 mil doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde.

A comissão, formada pelos vereadores Alex do PT (presidente), Dr. Livio (relator), Chiquinho Telles, Vanderlei Cabeludo e Engenheiro Edson, também já confirmou uma videoconferência na próxima sexta-feira (1º de julho), às 13 horas, com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues.