08 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Cunha critica ministro da Justiça por não pedir apuração de ‘vazamentos de dados’

Presidente da Câmara dos Deputados, deputado Eduardo Cunha (PMDB) criticou nesta sexta-feira (8) ministro da Justiça José Eduardo Cardozo por não ter pedido investigação sobre vazamento de dados envolvendo o nome deputado. 

Em nota Cunha disse lamentar atitude do ministro, que segundo Cunha agiu partidariamente ao solicitar de “imediato” apuração sobre mensagens do empresário Léo Pinheiro, que envolvem os ministros Jacques Wagner (Casa Civil)  e Edinho Silva  ( Comunicação Social).

De acordo com Cunha, as investigações da Procuradoria-Geral da República (PGR) são “seletivas”. Ao tecer ataques da PGR, peemedebista disse, em nota, estranhar  que entre as justificativas elencadas no pedido de seu afastamento do cargo feito pelo Supremo Tribunal Federal (STF)  conste a acusação de que “ um deputado teria agido a mando do presidente por pedir a quebra dos sigilos familiares do réu Alberto Youssef. “ A PGR vê ameaças no pedido de quebra de sigilo de familiares  de um réu confesso e reincidente, cumprindo pena,  mas ao mesmo tempo pede a quebra dos sigilos de Eduardo Cunha e de sua família, mesmo ele não sendo réu”, diz a nota