19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Lama Asfáltica

Giroto e mais 8 investigados são intimados a apresentar defesa

O Juiz Alexandre Tsuyoshi Ito que está substituindo o Juiz Aluizio Pereira dos Santos, pediu nesta segunda-feira (1) a intimação da defesa de Edson Giroto e outras oito pessoas investigadas na Operação Lama Asfáltica. Os réus têm dez dias para apresentarem contrarrazões referente ao segundo pedido de prisão da força-tarefa do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS).

O MPE alega que este grupo, que teria entre os integrantes Giroto e empresário João Amorim, dono da Proteco Construções Ltda formam uma organização criminosa responsável pelo desvio de aproximadamente R$ 24 milhões de contratos assinados com governo do Estado. Diante do novo pedido de prisão feito pelo MPE em janeiro, o juiz determinação manifestação da defesa dos envolvidos para posteriormente apresentar decisão. 

Operação Lama Asfáltica

Dos documentos apreendidos durante a Operação Lama Asfáltica, deflagrada no dia 9 de julho de 2015 pela Polícia Federal, Receita Federal e Controladoria-Geral da União, referentes a 27 obras estaduais que estão sendo investigadas,17 já haviam sido concluídas e outros dez encontram-se em andamento, segundo informações concedidas ontem pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Agentes da Polícia Federal, Receita Federal e Controladoria-Geral da União cumpriram os mandados em Campo Grande, para obter informações sobre contratos com um dos maiores empreiteiros do Estado, João Alberto Krampe Amorim dos Santos. Além da residência de João Amorim, policiais também estiveram na  Proteco Engenharia, na residência do ex-deputado Edson Giroto e na Secretaria de Obras do Estado, onde quatro servidores foram afastados.