29 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 20º

Delcídio defende que vice e Senado sejam de aliados do PT

O senador Delcídio do Amaral, pré-candidato do PT ao governo do Estado, conversou com a imprensa antes de começar a planária sobre Táticas Políticas realizada hoje na Fetems pelo PT, em Campo Grande, e afirmou que defenderá hoje entre os militantes petistas e a cúpula do partido que o vice-governador seja ocupado por partido tradicionalmente aliados ao PT e à presidente Dilma Rousseff (PT). "Eu defendo que a chapa majoritária seja ocupada por partidos aliados do PT e da presidente Dilma. No caso do Senado, por exemplo, temos uma boa opção dentro do PT que é o presidente da Cassems, Ricardo Ayashi, mas temos o convite feito ao Longen também. Eu particularmente defendo que devemos abrir espaço na majoritária para partidos aliados", afirma. Questionados sobre quais as siglas tradicionalmente aliadas ao PT, Delcídio citou: PDT, PTB, PC do B, PROS, PPe o PR com quem o PT ainda está conversando. Sobre o PP, Delcídio afirma que o partido irá apoiar o PT em Mato Grosso do Sul, reproduzindo no Estado a aliança nacional. Já em relação ao PDT, primeiro partido a anunciar oficialmente apoio à pré-candidatura de Delcídio do Amaral ao governo do  Estado, o senador fez questão de ressaltar que a sigla é uma antiga aliada do PT. " O PDT sempre foi um partido da base aliada da Dilma e sempre acompanhou o PT. Houve algumas situações em 2012, mas é um partido da base e com uma história muito bacana e que aqui no Estado possui grandes lideranças", afirma. Heloísa Lazarini