30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Delcídio e Azambuja espicham prazos por aliança de princípios

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) acaba de afirmar que não estão suspensas as conversas com o PSDB do deputado federal Reinaldo Azambuja e que a expectativa do entendimento em Mato Grosso do Sul permanece alimentada nas duas legendas. A imprensa vem insistindo na versão de que o tucano teria até esta quarta-feira, 30, para decidir se espera o acordo com os petistas ou busca outro projeto eleitoral. Delcídio esteve com o presidente da Executiva Nacional do PT, Ruy Falcão, e disse que depois da conversa saiu fortalecido na determinação de levar adiante, à exaustão, o processo de aproximação com Azambuja. “Estamos, eu e o deputado Reinaldo Azambuja, movidos por um sentimento comum, o de construirmos uma aliança de princípios em Mato Grosso do Sul, capaz de mudar esse jeito de fazer política que já foi reprovado pela sociedade. O estado reclama uma política moderna”, assinalou. Para Delcídio, o fato de existir mais dificuldades que facilidades na relação entre PT e PSDB dá a dimensão de um desafio que só se supera com desprendimento e espírito público. “Grandeza. É uma questão de grandeza. Requer serenidade, gestos concretos, olho no olho, clareza, superação de barreiras ideológicas desnecessárias, somatização de afinidades que interessam verdadeiramente às aspirações da sociedade”, assinalou. Na avaliação do senador, as dificuldades para a aliança de âmbito exclusivamente regional existem no PT e no PSDB. “Não desconheço que há posições políticas e pontos programáticos que podem separar os dois partidos. Porém, há muitas coisas que nos unem, que nos permitem pensar e agir juntos dentro dos princípios comuns do interesse público, da gestão moderna e democrática, do olhar adequado para solucionar problemas graves como os da saúde e da segurança pública”, enfatizou. Edson Moraes, especial para o MS Notícias