23 de setembro de 2020
Campo Grande 31º 17º

Delcídio garante governo de coalizão com participação de todos

O senador e pré-candidato a governo do Estado, Delcídio do Amaral (PT), em entrevista coletiva na tarde de hoje, durante a convenção estadual do PT, confirmou mais dois partidos aliados ao PT, porém não revelou a sigla. Até o momento foi anunciado pelo partido dos trabalhadores dez aliados, sendo o  PR, PDT, PP, PTB, PROS, PV, PC do B, PSL, PTC e PRP. Questionado sobre o dois novos partidos, Delcídio disse apenas que o anúncio dessas duas novas alianças deverá sair amanhã. De acordo com Delcídio, a adesão de última hora é devido a chapa que o PT construiu, ao contrário, segundo o pré-candidato, de coligações que sufocaram partidos menores. A grande dúvida seria se os petistas iriam se fortalecer na região de Dourados – distante 225 quilômetros de Campo Grande – porém, os nomes do primeiro e do segundo suplente do pré-candidato ao senado, Ricardo Ayache, com Leocádia e o Dr. Joedi (PRP), além de Londres Machado(PR), pré-candidato a vice-governador, representam a região. “A região de Dourados está muito bem representada com esses três nomes”, afirmou Delcídio. Delcídio reafirmou que seu programa de governo será voltado principalmente a educação, a saúde e a segurança pública. De manhã durante a convenção estadual do PDT, Delcídio disse que a segurança pública terá surpresas, há poucos minutos, o pré-candidato disse ter como certa a federalização das fronteiras do Estado, e também se comprometeu em investir em treinamentos, em outros estados,  para a Polícia Militar, com o intuito de estar preparada para enfrentar o crime e o tráfico. Reafirmou a municipalização da saúde,  e disse ainda que sua campanha será construída no dia a dia, andando ruas, conversando com a população, se declarando adepto ao diálogo, ao contrário de candidatos que chegam em um município e não cumprimentam a população. Questionado sobre as pesquisas indicarem que Delcídio está em desvantagem na corrida eleitoral, o pré-candidato está confiante e diz que isso será  facilmente revertido.  “Agora com busão, vamos andar em Campo Grande e no Mato Grosso do Sul e vencer”, e afirma ainda estar trabalhando por uma eleição no primeiro turno, mas caso as eleições migrem para o segundo turno, sua equipe está preparada e irá vencer. Delcídio deixou claro que nenhum partido ao se coligar com os petistas exigiu algum cargo dentro do governo, mas sim, basearam-se no plano de governo do PT, e reafirmou que, caso se eleja, fará um governo de coalizão, onde todos participarão. Delcídio lembrou ainda que, hoje a grande estrela do evento é o ex-presidente Lula, e que ele está ali representando o povo  a militância do partido. Estão presentes no evento, o secretário municipal de saúde, Jamal Salém. O deputado estadual Cabo Almi(PT), os deputados federais petistas, Vander Loubet , Antônio Biffi e o peemedebista Jerson Domingos, além do pré-candidato a deputado estadual João Grandão. Tayná Biazus e Heloísa Lazarini