17 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Lava Jato

Delcidio pede licença médica de 15 dias e trabalha para convencer Senado que é inocente

O senador Delcídio do Amaral (PT) apresentou nesta terça-feira (23) ao Senado pedido de licença médica. Segundo assessoria do parlamentar, devido aos 87 dias que esteve preso, o senador perdeu peso e precisa fazer um check-up.

Após bateria de exames, Delcídio deve vir para Campo Grande, onde está sua base eleitoral e também cúpula do PT em Mato Grosso do Sul e posteriormente seguir com trabalho no Congresso.

O senador foi preso no dia 25 de novembro de 2015 pela Polícia Federal por tentar atrapalhar a Operação Lava Jato. A prisão aconteceu depois da divulgação da gravação de uma conversa entre o petista e filho de Nestor Cerveró. O diálogo, entregue à PF por Bernardo Cerveró, filho do delator, serviu como base para abertura de processo de investigação contra senador. Na conversa, Delcídio oferece a Bernardo uma rota de fuga para Cerveró e fala em pagamento de de R$ 50 mil mensais.

Delcídio esteve nesta terça-feira (23) no Conselho de Ética e, depois de conversar com membros do Conselho, Delcídio declarou à imprensa que seu objetivo é convencer os senadores de sua inocência negou qualquer ameaça de denunciar colegas da Casa de Leis.