27 de julho de 2021
Campo Grande 31º 12º

Delcídio tem um trabalho especial e junto com Ayache forma dupla vitoriosa, afirma Lula

A- A+

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversou com o MS Notícias logo pós o término de seu discurso na Convenção Estadual do PT, que aconteceu hoje no Ondara Palace em Campo Grande. Lula se mostrou satisfeito com candidatura de Delcídio do Amaral ao governo do Estado e afirmou ele e o candidato do PT ao Senado Ricardo Ayache formam uma dupla vitoriosa."Ele (Delcídio) tem feito um trabalho muito especial pelo Estado e por isso acredito na vitória. Assim como o Ayache, que é jovem e acho muito possível vencer as eleições para Senado", afirma Lula. Durante seu discurso, o ex-presidente ressaltou a importância de resgatar na memória dos sul-mato-grossenses as realizações do governo federal em benefício do Estado. "Temos que mostrar o que fizemos por Mato Grosso do Sul todo santo dia", afirma Lula. Em seguida, a autoridade máxima do PT acrescenta que nenhum sul-mato-grossense pode dizer que houve algum presidente que fez pelo Estado mais do que ele e a presidente Dilma Rousseff (PT) fizeram. Em relação às críticas adversárias que apontam falhas na administração da petista e acusam Dilma de ter dado as costas para o Estado tendo em vista que, por exemplo, hoje Mato Grosso do Sul é o penúltimo estado brasileiro na ordem de recebimento de recursos federais e que a União até o momento não resolveu o problema da demarcação de terras indígenas no estado o que contribui para instabilidade no campo, Lula reconhece que é preciso e possível promover mudanças no Estado. No entanto, Lula fez um balanço do crescimento de Mato Grosso do Sul durante o período em que o PT esteve à frente do governo federal e afirmou que, para ele, o que incomoda os adversários é o fato de o crescimento econômico e o desenvolvimento social da população do Estado ter beneficiado em primeiro plano a população de baixa renda. "No nosso governo, não só aqui em Mato Grosso do Sul, mas em todo Brasil, o banqueiro ganhou dinheiro, o pecuarista ganhou dinheiro, mas o pobre ganhou dinheiro", finaliza o ex-presidente. Heloísa Lazarini