24 de junho de 2021
Campo Grande 31º 19º

Delegados da Polícia Federal de MS se manifestam a favor do ato "Deixa PF trabalhar" que acontece ho

A- A+

No mesmo dia em que os policiais federais em todo Brasil se manifestam contra a PEC 412 (Proposta de Emenda Constitucional), os delegados federais vão realizar uma ato de desagravo ‘Deixa a PF trabalhar’, na sede da Polícia Federal, em Brasília, às 13h30.

Eles alegam que a manifestação é “contra os cortes no orçamento da PF pelo governo federal”. Afirmam, ainda, que a Procuradoria-Geral da República “tem dificultado a atuação da instituição nos inquéritos policiais da Operação Lava Jato que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF)”.

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) pede “respeito mútuo entre Ministério Público e Polícia Federal, para trabalhar em conjunto, como deseja a sociedade brasileira”.

?A entidade pede, ainda, que “o Ministério da Justiça atue com a finalidade de garantir as prerrogativas constitucionais da Polícia Federal”. Os delegados dizem que se mobilizam “por todo o Brasil em busca de mais autonomia para investigar crimes organizados, notadamente corrupção, desvio de recursos públicos e crimes financeiros”. 

O presidente da associação dos delegados, Marcos Leôncio, afirma que a intenção dos atos públicos é tornar a campanha “Deixa a PF trabalhar” de conhecimento de toda a sociedade. “Queremos que a PF tenha mais liberdade para trabalhar, mais orçamento, melhores condições de trabalho, mais pessoal e mais tecnologia."

Segundo Marcos Leôncio, “apesar dos sucessos em operações como a Lava Jato, a Polícia Federal tem enfrentado, em 2015, sérias dificuldades, com a restrição de recursos e a desvalorização dos seus profissionais”.