17 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 22º

Política

Deputados lamentam a morte do senador Major Olimpio, vítima de Covid-19

A- A+
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Votação de propostas
Deputados prestam homenagem ao senador durante a sessão do Plenário

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e diversos deputados lamentaram a morte do senador Major Olimpio (PSL-SP), vítima de Covid-19, e se solidarizaram com a família do parlamentar, que foi deputado federal na legislatura passada (2015-2019). "É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento do senador Major Olimpio na tarde desta quinta-feira. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos", afirmou Lira.

A Câmara dos Deputados fez 1 minuto de silêncio, durante a sessão do Plenário desta quinta-feira (18), que foi encerrada mais cedo em razão da morte. A homenagem foi feita a pedido do deputado Coronel Tadeu (PSL-SP). "Major Olimpio fez uma carreira brilhante na Polícia Militar de São Paulo, e faço esse anúncio com pesar até pela proximidade que tinha com ele", disse o deputado.

Major Olimpio tinha 58 anos e morreu hoje no hospital São Camilo, em São Paulo. Ele estava internado desde o início de março devido a complicações no quadro de infecção pelo coronavírus.

Discursos
Na sessão do Plenário, deputados de vários partidos lamentaram a morte do senador. "Mais uma vida que se vai pela Covid-19 e tenho certeza de que o Major Olimpio estaria também lutando para que consigamos enfrentar esse desafio", disse o deputado Neucimar Fraga (PSD-ES), que defendeu investimentos no setor de biotecnologia para que o Brasil fabrique seus próprios insumos para fabricar vacinas.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) também lamentou a morte do senador, mas atribuiu a grande quantidade de mortes no Brasil à gestão da crise pelo presidente Jair Bolsonaro. "Soubemos de três senadores contaminados na mesma semana e, agora, temos uma morte de nosso colega, jovem ainda", disse.

Votação
Como estava em andamento a votação de requerimento de urgência para o PL 3292/20, sobre compra de leite para merenda escolar, que causou polêmica por sua inclusão extra-pauta, a deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) pediu o cancelamento da votação.

A deputada Celina Leão (PP-DF), que presidia a sessão, indeferiu o pedido e validou a votação do requerimento, encerrando a Ordem do Dia. Depois de alguns deputados se manifestarem quanto à morte do senador, foi encerrada a sessão.

Celina Leão lembrou que o encerramento da sessão "foi uma deferência ao senador, que lutou bravamente contra a doença".

Nota de pesar
A Frente Parlamentar da Segurança Pública divulgou nota de pesar pela morte do senador. "Que em Deus a sua família encontre o conforto necessário para esta grande perda, que atinge a todos nós que tivemos conjuntamente o privilégio de ombrear inúmeras causas em defesa da sociedade, na Polícia e no Parlamento", diz trecho da nota, assinada pelo presidente da frente parlamentar, deputado Capitão Augusto (PL-SP).

Reportagem Eduardo Piovesan
Edição Pierre Triboli