23 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 20º

Política

Dia Mundial da Água: No MS, gestão dos recursos hídricos, atinge um outro patamar

A- A+

Conhecido por ser um dos estados mais ricos em água no país, Mato Grosso do Sul, comemora neste Dia Mundial da Água, uma gestão responsável e consciente dos seus recursos hídricos. Todas as ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para a conservação desses recursos, realizadas por meio da Semagro têm garantido aos sul-mato-grossense o acesso aos diversos usos da água, de forma sustentável, com equilíbrio entre as demandas das atividades econômicas, sem prejuízo ao meio ambiente e proporcionando qualidade de vida às pessoas.

Nos últimos seis anos, "o Governo do Estado trouxe a gestão dos recursos hídricos para um outro patamar, avançando no monitoramento da qualidade da água de rios e poços subterrâneos, implantando e consolidando o sistema de outorga de uso de recursos hídricos, fundamental para se manter o equilíbrio entre as diversas demandas da água, sem prejuízos à população.

Fundamental na preservação das belezas de Bonito e região, foi criada a Câmara Técnica de Conservação do Solo e da Água, que emite pareceres e de recomendações técnicas de Projeto de Manejo e de Conservação de Solo e Água.

Segundo o secretário da Semagro, Jaime Verruck os resultados já obtidos com a Câmara apontam que o caminho correto e seguro foi encontrado para garantir a qualidade das águas na região.

A Semagro também viabilizou a aquisição de tratores, máquinas e equipamentos que compõem a Patrulha Ambiental, que atuará especificamente na adequação de estradas e lavouras de Bonito, Jardim e Bodoquena, com técnicas que impedem a erosão e o carreamento de sedimentos para os rios.

O Imasul, através dos instrumentos de gestão dos recursos hídricos, incentiva a preservação, conservação e melhoria quantitativa e qualitativa dos rios, subsidiando tomadas de decisão em eventos hidrológicos críticos, como cheias e secas que podem oferecer riscos à saúde e à segurança pública ou prejuízos econômicos ou sociais.

Um desses instrumentos, o Siriema (Sistema Imasul de Registros e Informações Estratégicas do Meio Ambiente) possui um cadastro de recursos hídricos com mais de 15 mil usos registrados, com o nome da pessoa que usa a água, com sua localização através de coordenadas geográficas, informações de quantidade de água captada ou barrada e qual a destinação ou finalidade daquele uso. Com estes dados é possível conhecer a real demanda por estes recursos no Estado.

Com a ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento), é possível monitorar os níveis dos principais rios de Mato Grosso do Sul. São treze estações telemétricas, transmitindo por satélite, em tempo real, dados de chuva e do nível dos rios.

O Imasul ainda conta com um programa de monitoramento da qualidade das águas superficiais e promove estudos para viabilizar investimentos para preservar locais prioritários fundamentais na preservação dos recursos hídricos, e para avaliar os impactos das hidrelétricas previstas para o Pantanal.

Katiuscia Fernandes - Subcom

Fonte: Governo MS