12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Dividida entre pedido de Reinaldo e anseio de professores, Rose anuncia decisão na próxima semana

A- A+

Na próxima semana, a vice-governadora eleita Rose Modesto deverá anunciar se irá assumir a Setas (Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social) ou a Sed (Secretaria de Estado de Educação).

Rose, em entrevista exclusiva ao MS Notícias, que será veiculada amanhã, confessou que ainda tem dúvidas. A professora cogita até a hipótese de não assumir nenhuma das secretarias e ficar somente como vice-governadora auxiliando Reinaldo nas áreas em que for possível.

Ela explicou os motivos das dúvidas que a rondam. De acordo com ela, é interessante que as secretarias tenham técnicos, e como sua experiência é na área da educação, se tornar a titular da Setas faria com que um profissional da área de assistência social deixasse de exercer seu papel. “Nós temos técnicos muito competentes que tem a capacidade de ficar à frente da pasta e desenvolver ótimos projetos”.

Outro fator que influencia é a cobrança por parte dos profissionais da educação, que pedem a ela que assuma a secretaria que está vinculada a sua área profissional. “Eu tenho que respeitar os meus colegas de profissão, e no momento da decisão eu irei ouvir o que o governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) tem para me falar, assim como irei escutar os meus colegas da educação. Essa não é uma decisão que tomarei sozinha”.

Rose disse achar muito interessante o trabalho desenvolvido pela assistência social, que em sua opinião deveria ser chamada de desenvolvimento social, porém, lembrou que o partido foi eleito com centenas de votos dos educadores de Mato Grosso do Sul, e isso deve ser respeitado.

Rose também defende que a saúde seja chefiada por alguém que tenha entendimento profundo na área e bom diálogo com a classe, já que será preciso apoio no primeiro momento do novo governo.

Tayná Biazus