22 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Eduardo Campos e Marina Silva devem participar de evento do PMDB em Campo Grande

O pré-candidato do PMDB ao governo do estado, Nelson Trad Filho, confirmou a aliança entre seu partido e o PSB do presidenciável Eduardo Campos. Segundo Nelsinho, depois de ontem, quando o presidente regional do PSB, Murilo Zauith, oficializou a posição do partido em reunião com diretório socialista, não há mais o que se discutir. Segundo Nelsinho para oficializar o apoio a Campos, ele e Marina Silva, devem comparecer em evento do PMDB no dia cinco de junho. Além de campos e Marina, o evento terá a presença da bancada federal e estadual do partido. Não foi confirmada, ainda, a presença do governador André Puccinelli.Nelsinho nega que sua escolha por Campos esteja provocando um racha dentro do PMDB, diante do posicionamento do governador do estado André Puccinelli e dodo deputado estadual Jerson Domingos que defendem que o partido apoie a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). "Não desestabiliza o partido. Eu vou levar para dentro do partido a pessoa que é o Eduardo Campos. Ele teve a maior aprovação no governo de Pernambuco e fez uma gestão ética e moderna", afirma. O pré-candidato do PMDB fez questão de deixar claro que não irá empurrar Campos "guela abaixo" dos peemedebistas de Mato Grosso do Sul, mas que não pretende abrir mão de sua escolha e não vai permitir que membros do partido com escolhas divergentes façam o que os prefeitos tucanos fizeram ontem. "Não abrirei mão disso e a conversa com PSB está firme e o partido é quem irá indicar o vice e o primeiro suplente de senador", explica Nelsinho. Para o peemedebista, Eduardo Campos representa uma novidade, e é um afigura competente que trára a renovação que o Brasil necesdita. "Campos é a grande novidade para o Brasil, mas não vou empurrar nada guela abaixo do PMDB, a questão será discutida na pré-convenção e no dia 05 de junho", finaliza Nelsinho. Heloísa Lazarini e Tayná Biauzs