27 de fevereiro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Eleições 2016

Em busca de alianças para garantir a reeleição, Paulo Duarte troca PT pelo PDT

O prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, confirmou sua desfiliação do Partido dos Trabalhadores. Duarte deixa PT para se filiar ao PDT e deve ser o nome do partido para disputar a Prefeitura de Corumbá nas eleições deste ano.

Paulo Duarte enfrentou alguns problemas em Corumbá, em 2014, ano em que praticamente "deixou de lado" o comando da Prefeitura para se dedicar à campanha do senador Delcídio do Amaral ao governo do Estado. Após a derrota do petista para tucano Reinaldo Azambuja (PSDB), Duarte passou por momentos de desgaste perante eleitorado de Corumbá, diante de problemas da cidade, e em 2015 renunciou à presidência do PT em Mato Grosso do Sul para se dedicar exclusivamente à administração municipal já pensando na reeleição.

Segundo o presidente estadual do PT Antonio Carlos Biffi, a saída de Paulo Duarte se deu devido às restrições partidárias do PT na composição de alianças que Duarte julga importante para conseguir se reeleger este ano. Biffi conversou com MS Notícias e explicou que o prefeito de Corumbá conversou com as lideranças do PT no Estado acerca das alianças que pretende compor para buscar a reeleição e diante da impossibilidade de buscar o apoio de alguns partidos em nome do PT, decidiu se desfiliar.  

Na carta de desfiliação que será entregue nesta quarta-feira (9) ao diretório do PT em Corumbá, Paulo Duarte diz que a decisão de sair do PT foi pensando em Corumbá. Ele lembrou que o PT foi o único partido no qual esteve filiado até momento e disse ser uma decisão difícil, mas afirma que se decidiu devido ao "compromisso de transformar ainda mais a minha querida Corumbá numa cidade referência em gestão pública inovadora".

Segundo o presidente estadual do PT, Antonio Carlos Biffi, a saída de Paulo Duarte se deu diante das restrições partidárias do partido em relação à composição de alianças que Duarte julga importante para conseguir se reeleger este ano. Biffi conversou com MS Notícias e explicou que o prefeito de Corumbá conversou com as lideranças do PT no Estado acerca das alianças que pretende compor para buscar a reeleição e diante da impossibilidade de buscar o apoio de alguns partidos em nome do PT, decidiu se desfiliar.