21 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 21º

Em Dourados, Puccinelli critica pressão das nacionais por aliança entre PT e PMDB no Estado

O governador André Puccinelli (PMDB) acaba de chegar  ao encontro regional do PMDB que acontece em Dourados na sede da ACED (Associação Comercial de Dourados) e conversou com equipe do MS Notícias sobre as pautas de discussão do encontro. Segundo André, o evento servirá para ratificar as candidaturas dos pré-candidatos ao governo e ao Senado, Nelson Trad Filho e Simone Tebet, respectivamente. "Reafirmaremos o apoio do partido aos nosso pré-candidatos e hoje será confirmado do político e peemedebista André Puccinelli o apoio total a Nelsinho e Simone", afirma.

Questionado se a presença do vice-presidente da República Michel Temer e do presidente nacional do partido Valdir Raupp poderá trazer à tona a discussão sobre apoio do partido no Estado à reeleição da presidente Dilma, o governador afirmou que deixará para que Temer e Raupp decidam se discutem ou não o assunto com a militância peemedebista. " O Michel disse que respeita a opinião das sessões estaduais em sendo assim, creio que ele respeitará a opinião de lançarmos nossos candidatos a governo e Senado", disse Puccinelli.

Questionado sobre uma possível pressão de Temer para que o PMDB Sul-mato-grossense componha uma aliança com o PT para reproduzir no Estado a aliança nacional, Puccinelli de prontidão respondeu: "Se eles, o PT, que se chamaram de matriz e nos chamaram de filial podem apoiar os tucanos quão estamos liberados?", questiona e ironiza Puccinelli.

Heloísa Lazarini