15 de junho de 2021
Campo Grande 28º 15º

Em nota, Ibope explica erros das pesquisas para governador em Mato Grosso do Sul

A- A+

Após erros durante o primeiro e o segundo turno das eleições de 2014, o instituto Ibope Inteligência divulgou uma nota oficial justificando os resultados das pesquisas feitas pelo órgão durante as eleições no Estado. De acordo com a nota divulgada, no período da última sexta-feira e domingo, dia do segundo turno das eleições, foram realizadas 20 pesquisas em 13 Estados e no Distrito Federal.

O instituto afirma que das pesquisas divulgadas apenas em um Estado o resultado foi contrário ao publicado. “As tendências – e os vencedores – foram apontados corretamente em 12 unidades federais e na disputa pela Presidência”, alegou em nota.

Ainda de acordo com o Ibope, em Mato Grosso do Sul os candidatos seguiam empatados tecnicamente em todas as pesquisas. O instituto afirmou que não fez pesquisa de boca de urna no dia da eleição e com isso não conseguiu obter informações da opinião dos eleitores no dia do pleito.

Ainda em nota, o Ibope afirmou que a pesquisa eleitoral é uma fotografia do momento e não uma projeção do futuro. O instituto afirmou que segue a legislação eleitoral, os códigos de autorregulação e ética da Esomar (Associação Mundial de Profissionais de Pesquisa) e as normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Pesquisa

Um dia antes do 2º turno das eleições  deste ano, o Ibope divulgou uma pesquisa de intenção de voto que colocava o governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB) com 49% e Delcídio do Amaral (PT) com 51%. O resultado oficial foi de 55,34% dos votos para o Reinaldo.

Karla Machado