18 de junho de 2021
Campo Grande 27º 15º

Política

Em um mês de atividade URSA acumula 95 atendimentos e salvamentos na capital

A- A+

Numa rápida pesquisa na internet é possível encontrar dois significados para a palavra URSA. Na zoologia significa a fêmea do urso, e na astronomia é o nome dado a duas constelações do hemisfério norte: Ursa Maior e Ursa Menor. 

Em Mato Grosso do Sul a palavra URSA, sigla para Unidade de Resgate e Suporte Avançado, também representa esperança e vida. Ativada há um mês pelo governador Reinaldo Azambuja, o "hospital móvel" do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (CBMMS) atendeu 94 ocorrências na capital no período de 5 de abril a 5 de maio. 

Embora a URSA 01 tenha atestado óbitos decorrentes de acidentes, suicídios e homicídios, a unidade também foi responsável por garantir a manutenção da vida em diversas situações, entre elas reanimação pós parada cardiorrespiratória e a realização de nascimentos dentro da viatura.

Na avaliação do comandante geral do CBMMS, Hugo Djan Leite, as missões realizadas no primeiro mês de ativação da unidade, que foi sonhada pela corporação durante décadas, correspondem às estratégias adotadas para prestar melhores serviços à população sul-mato-grossense.

"A missão do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul é "Vidas Alheias e Riquezas Salvar" e os atendimentos prestados reforçam ainda mais a importância que a nossa corporação tem para com a vida", afirma. 

Equipe já realizou dois nascimentos na unidade móvel de atendimento avançado

Além de equipamentos hospitalares e medicamentos, a viatura de suporte avançado conta com uma equipe de profissionais médicos e enfermeiros. Outro diferencial da URSA são os equipamentos de salvamento em altura e aquático, com desencarcerador. 

A URSA atua no suporte avançado de apoio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) com a remoção, rápida identificação e tratamento de lesões potencialmente fatais. Também tem um papel fundamental no atendimento pré-hospitalar sendo esse um fator determinante para garantir a sobrevida global do paciente crítico e redução de danos e sequelas futuras. 

Investimento

A ativação da Unidade de Resgate e Suporte Avançado (URSA) representa uma conquista histórica para o CBBMS, e coloca Mato Grosso do Sul entre as poucas unidades da federação que contam com essa estrutura: Distrito Federal, Rio de Janeiro e Alagoas. 

Foram investidos R$ 867 mil, que inclui a compra do veículo tipo Van Furgão, no valor de R$ 266.750,99, que teve apoio de recursos da bancada federal, assim como mais R$ 600 mil de recursos próprios do governo para compra de equipamentos de monitor cardíaco, laringoscópio adulto/infantil e tubo orotraqueal, que vai permitir a intubação no local do acidente.

Além dos investimentos financeiros, houve planejamento administrativo para que fosse possível a contratação de médicos que atuam na unidade. O serviço conta com 12 oficiais médicos, 06 bombeiros enfermeiros voluntários e 04 bombeiros condutores. 

Ajudar a saúde pública local e contribuir para desafogar o sistema de resgate municipal, com estrutura eficiente e moderna para atender nos momentos críticos estão entre os principais objetivos da URSA. 

Mireli Obando, Subcom com informações CBMMS

Fotos: Assessoria de Comunicação CBMMS

Fonte: Governo MS